ievca

ievca

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Menos televisão para crianças

Por Bruno Rodrigues

A televisão faz parte do dia a dia de adulto e crianças. Você acaba passando mais tempo perto da TV do que dos próprios pais, irmãos ou amigos. Por entreter e oferecer programação aos pequenos, a televisão acaba sendo uma companheira diária das crianças. E isso não é tão legal.
Uma nova declaração de política da Academia Americana de Pediatria (APP) reforça o discurso de que existem melhores atitudes de ajudar as crianças a aprender nessa idade tão crítica ao desenvolvimento neuropsicomotor. A AAP é uma organização de 60.000 pediatras comprometidos com a saúde física, mental e social e bem-estar para todos os bebês, crianças, adolescentes e jovens adultos.

Em uma pesquisa recente, 90% dos pais disseram que suas crianças menores de 2 anos assistem algum tipo de mídia eletrônica. Em média, as crianças desta idade assistem programas televisivos de 1 a 2 horas por dia. Aos 3 anos, quase um terço das crianças têm uma televisão no seu quarto. Os pais que acreditam que a televisão educativa é "muito importante para o desenvolvimento saudável" têm duas vezes mais chances de manter a televisão ligada por mais tempo.

Em 1999, a AAP já recomendava que crianças menores de dois anos não passassem muito tempo em frente à televisão. A revista Pediatrics também alerta sobre a relação televisão e crianças pequenas.

Segundo os membros da AAP, hoje se conhece ainda mais o desenvolvimento do cérebro das crianças menores de 2 anos e que a televisão tem efeitos mais negativos do que positivos.

Além disso, famílias que passam muito tempo assistindo televisão oferecem menos atenção a seus filhos e, consequentemente, menos estímulo. Pode haver um atraso de desenvolvimento de linguagem e de habilidades de raciocínio e motor.

A AAP recomenda que os pais brinquem junto com os seus filhos (com a televisão desligada, pois se ligada tira a atenção total da criança), desenvolvendo a criatividade, linguagem e cognição.

Conselho - Evite colocar uma televisão no quarto dos pequenos. Isso prejudica o sono, comprometendo comportamento, humor e aprendizagem.

Se os pais estão ocupados e não podem brincar junto com os seus filhos, em vez de colocá-los na frente da televisão, dê um jogo ou brinquedos que estimulará muito mais que um programa de TV, por mais educativo que seja.

Deixando pesquisas de lado, pense que a criança terá muito tempo da vida assistindo TV na fase adulta. Usar a mídia logo nos primeiros anos de vida da criança parece uma forma muito acomodada de querer “cuidar” bem dela.

Que fiquei claro que não é porque a criança começou a ver TV cedo que ela terá algum atraso no desenvolvimento motor. Mas existem outras maneiras mais interessantes a serem seguidas.

Aproveite a fase pequena de seu filho para brincar no parque, na piscina. Faça seu filho sujar a mão na areia, brincar de castelo, se divertir na água, se aventurar na bicicleta ainda com rodinhas e ter contato com a vida lá fora. Afinal, a TV ele conhecerá anos depois mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Menu